HISTÓRIA

Histórico de luta do Sinsp-RN

Desde a década de 80, o Sinsp-RN batalha pelos direitos dos servidores. A greve de 89 é um dos destaques na trajetória do Sindicato. Conheça nossa história!

O Sinsp-RN (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado do Rio Grande do Norte) nasce em 1988, ano da constituinte, amparado pelo direito à sindicalização dos servidores públicos e, desde já, filiado à CUT (Central Única dos Trabalhadores. Porém, o histórico de lutas trabalhistas do Sinsp-RN começou a se desenhar em 1984, após a vitória de um grupo de servidores nas eleições da ANSE (Associação Norte-Riograndense dos Servidores Estaduais). Esse coletivo possibilitou aos servidores públicos da administração direta uma organização de forma independente.

O relato da nossa história e composição se faz importante para que fique vivo em nossa memória que as ações e organização dos funcionários da educação pública, em nosso estado, não é recente. Tem uma biografia de 24 anos de lutas.

No primeiro trimestre de 1989, a direção do Sinsp-RN organizou uma greve de funcionários devido ao não atendimento, pelo Governo Estadual, de uma pauta de reivindicações, cujo principal ponto de exigência era o Plano de Carreira para todos os funcionários do Estado. Essa greve teve grande destaque pela organização e participação massiva dos funcionários da educação, que, à época, tinham as piores condições de trabalho e o pior salário do funcionalismo do Estado.

Professores, especialistas e supervisores educacionais da capital e do interior, aderiram à greve, que, em seu auge, teve 85% dos funcionários participando do movimento. Durante esse  ano, foram os funcionários da educação quem pautaram a greve do magistério no Rio Grande do Norte.


Para retomar esse movimento histórico de lutas, um grupo de servidores da administração direta do Estado resolveu rearticular e administrativamente o Sinsp-RN, mantendo a filiação à CUT e se filiando à FENASEPE (Federação Nacional dos Servidores e Empregados Públicos Estaduais e do Distrito Federal). Venha aderir à esta causa!