Notícias

14/07/2017 assessoria de imprensa
Governo do Estado e Assembleia Legislativa unidos contra o servidor público

   Um espetáculo de horrores, os servidores mais uma vez sofreram um duro golpe do Governo do Estado, assinado e reforçado pela Assembleia Legislativa.

   A AL aprovou o Lei de Diretrizes Orçamentárias tal como foi enviado pelo Governo e nem ao menos, discutiu em plenário a emenda proposta pelo Fórum que possuía o apoio de 13 deputados.  Os servidores ocuparam as galerias da ALRN durante toda manhã desta quinta (13), para acompanhar a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018, com faixas e cartazes, mas tudo foi em vão.

   O Presidente da ALRN Dep. Ezequiel Ferreira chegou falar que colocaria em discussão as emendas após a aprovação do texto base da LDO 2018, após a votação ele simplesmente afirmou que não colocaria a emenda apresentada pelo Fórum em discussão. Houve muito protesto e alguns servidores do Sindsaúde chegaram a ocupar o plenário, mas não houve avanços nos pleitos dos servidores.

   Ao longo de toda a semana o Fórum esteve visitando os gabinetes dos deputados propor melhorias na proposta enviada pelo Governo do Estado e conseguiu 13 assinaturas de deputados apoiando o pleito dos servidores.

   Os sindicatos propunham que a LDO 2018 tenha previsão de repartição de despesa entre todos os Poderes, em caso de déficit previdenciário. Ou seja, que os Poderes paguem a diferença negativa entre receitas advindas das contribuições previdenciária e patronal correspondente à sua folha de pagamento.

   Outro ponto que os servidores solicitaram alteração é a mudança da proposta que prevê congelamento dos gastos do orçamento de 2018 ao mesmo patamar de 2017. Para os sindicatos essa proposta significa não apenas congelar mais reduzir salários e os próprios serviços públicos, pois o projeto não reajusta sequer a inflação do anterior.

   Desde 2016 os servidores do Executivos estão com salários atrasados, reflexo da falta de compromisso e da má gestão do Governo Robinson Faria. Após a aprovação da LDO 2018, com previsão de congelamento do orçamento, as expectativas são de meses ainda mais duros para aqueles que dedicam suas vidas à prestar serviço à população.

 


Leia Mais