Notícias

09/08/2017 assessoria de imprensa
Agosto Lilás combate a violência doméstica

             O Sinsp/RN apoia a campanha "Agosto Lilás" que chama atenção sobre a violência contra a mulher, a importância de denunciar o agressor e difundir a lei Maria da Penha que completou 11 anos, no último dia 7 de agosto.

            Os tipos de crimes cometidos são muitos. Ameaça, lesão corporal, feminicídio, estupro, crimes contra honra e a liberdade de expressão. Pela legislação, configura-se violência doméstica e familiar contra a mulher qualquer ação ou omissão, baseada no gênero, que  cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial.

            Por isso, a Campanha Agosto Lilás visa a chamar a atenção da sociedade não só para a violência física contra a mulher, mas também para outros tipos de violência que a mulher sofre na relação conjugal. Confira os tipo de violência contra a mulher previstos na Lei Maria da Penha:

            - patrimonial (quando o cônjuge ou parceiro se apropria ou detém o controle sobre o dinheiro da mulher)

            - sexual (quando a mulher é forçada ao ato sexual)

            - psicológica (insultos, ameaças e humilhações)

            - moral (injúria, calúnia e difamação)

            A mulher vítima de violência doméstica, pode realizar a denúncia através do LIGUE 180,  que é gratuito. Pode também procurar a delegacia da mulher ou ministério público.

            Em Natal, a DEAM - Delegacia Especializada em Atendimento a Mulher fica localizada na rua Frei Miguelinho, 109 - Ribeira, Natal - RN, 59012-180 / Tel. (84) 3232-2526

            E a Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher e o Núcleo de Apoio a Mulher Vítima de Violência (NAMVID) funcionam na Rua dos Tororós, 1839 / Tel. 3232 5102.

            Por entender a importância desta campanha, na luta pela erradicação do feminicídio, o Sinsp/RN une-se à milhares de instituições que apoiam a Campanha Agosto Lilás. Participe desta campanha, curta, compartilhe, vamos ajudar a construir um Brasil melhor para mulheres.


Leia Mais